sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

O MOVIMENTO GAY E O PERIGO DO FIM DAS LIBERDADES RELIGIOSA E DE EXPRESSÃO


ATIVISTAS FAZEM CAMPANHA PELA
LIBERDADE QUE OS HOMOSSEXUAIS
TÊM PARA DEIXAR O HOMOSSEXUALISMO. 
O Conselho Federal de Psicologia repreendeu a psicóloga Rozângela Alves Justino, evangélica,  50 anos, por anunciar um tratamento que muda a orientação sexual de gays.
Em entrevista à veja ela acusou a discriminação que vem sofrendo por parte do órgão, ORGÃO ESSE QUE PREGA CONTRA A DISCRIMINAÇÃO.
Bem, não se pode discriminar homossexual, correto, mas pode discriminar evangélico?
QUEM PREGA CONTRA A DISCRIMINAÇÃO NÃO DEVERIA DAR EXEMPLO?
Em entrevista à VEJA a psicóloga afirmou  que o tratamento fez com que homossexuais mudassem suas preferências sexuais.
Sobre os resultados do tratamento oferecido pela Psicóloga, o Conselho Federal de Psicologia não provou o contrário. Se ela está errada, o Conselho deveria avaliar, entrevistar, fazer um levantamento com esses pacientes e provar que a psicóloga erra. 
De acordo com Justino, “Há no conselho muitos homossexuais, e eles estão deliberando em causa própria.”

A psicóloga Rozângela Alves Justino se sente
ameaçada por muitos homossexuais. 
 “Esse conselho fez aliança com um movimento politicamente organizado que busca a heterodestruição e a desconstrução social através do movimento feminista e do movimento pró-homossexualista, formados por pessoas que trabalham contra as normas e os valores sociais," disse justino à jornalista Juliana Linhares. 
A psicóloga Rozângela foi enfática ao afirmar  que é procurada por homossexuais que são infelizes com suas opções sexuais, algo que ela afirma ser uma preferência e, portanto, pode ser alterada.
Sobre o homossexualismo a Justino é enfática: “A OMS (Organização Mundial de Saúde) diz que a homossexualidade pode ser um transtorno, e eu acredito nisso”.

O MEDO

Justino tem medo de mostrar o rosto, e sempre coloca máscaras e óculos para posar para fotos. De acordo com ela, muitos ativistas gays têm raiva dela, a xingam, chamam ela de velha, feia, demente, idiota, etc.
“Há ativistas que têm muita raiva de mim. Eu recebo vários xingamentos; eles me chamam de velha, feia, demente, idiota”, diz ela que também não gostaria de ser reconhecida por seus vizinhos e tão pouco prejudicar os pacientes que a procuram.
         Diante dessas declarações, surgem várias perguntas:
1.   Desde quando os pastores, os evangélicos e os católicos xingam e ameaçam os gays?
2.   Por que os gays se levantam violentamente contra a mensagem evangélica-cristã em vez de argumentar, anular as bases da mensagem?
3.   O que é mais perigoso contra a democracia, a mensagem evangélica ou o ódio do movimento gay?

É importante destacar aqui que, a partir do momento que uma psicóloga é ameaçada, tem medo de se expor, A DEMOCRACIA ESTÁ EM PERIGO. Esta é a razão da reação do pastor Silas Malafaia, pois ele sabe que se depender de muitos homossexuais, os evangélicos já teriam fechado suas igrejas.

Ao responder a pergunta da jornalista Juliana Linhares, da Veja, sobre se ela acha que os homossexuais sofrem de algum distúrbio, justino disse:


Ao responder a pergunta da jornalista da Veja, Juliana Linhares, "A senhora acha que os homossexuais sofrem de algum distúrbio psicológico?", Justino disse: 

" O Conselho Federal de Psicologia não quer que eu fale sobre isso. Estou amordaçada, não posso me pronunciar. O que posso dizer é que eu acho o mesmo que a Organização Mundial de Saúde. Ela fala que existe a orientação sexual egodistônica, que é aquela em que a preferência sexual da pessoa não está em sintonia com o eu dela. Essa pessoa queria que fosse diferente, e a OMS diz que ela pode procurar tratamento para alterar sua preferência. A OMS diz que a homossexualidade pode ser um transtorno, e eu acredito nisso."

MEU POSICIONAMENTO


1) Há discriminação contra os homossexuais? RESPOSTA:Há.

2) TENTAR PREGAR PARA MODIFICAR UM COMPORTAMENTO É DISCRIMINAÇÃO? RESPOSTA: NÃO!!! É uma atitude lícia, legal, ou seja, garantida pela Constituição, e é uma ação entre seres racionais. Nessa racionalidade os homossexuais são livres para rejeitar e aceitar argumentos. O Conselho Federal de Psicologia, nem o movimento gay podem impedir de os homossexuais pensar, nem pouco podem punir, perseguir aqueles que querem modificar ideias, pensamentos. Só animais não convencem animais do erro, pois não têm a racionalidade humana. 

Perseguir quem pensa diferente do homossexualismo é discriminação ao extremo, é a ação mais próxima da ditadura completa que anula seres pensantes. 

3) POR QUE OS GAYS SE SENTEM DISCRIMINADOS? RESPOSTA: O sentimento dos gays é resultado da real discriminação que há. Porém este sentimento não  pode sair do campo pessoal e invadir a Lei, ao ponto de anular a liberdade de expressão. Levar a discriminação para a área do debate, do livre exercício de expressão, é confundir as coisas, mostra despreparo para debater e anular argumentos. Discriminação se combate com a Lei, porém, ARGUMENTOS SE ANULAM COM ARGUMENTOS, NÃO COM CADEIA, ÓDIO, PERSEGUIÇÃO. Este comportamento anula a própria ideia de discriminação. 

4) É ERRADO, ILEGAL, IMORAL OS EVANGÉLICOS LUTAR PARA CONVERTER OS HOMOSSEXUAIS?  RESPOSTA:NÃO!!!. Isso faz parte da própria essência evangelizadora e tem amparo constitucional. Lutar contra isso é anular as próprias igrejas evangélicas e pisotear em seus direitos de proclamação de suas ideias bíblicas. 

5) É ERRADO, ILEGAL, IMORAL UM HOMOSSEXUAL PROCURAR UM PSICÓLOGO POR SE SENTIR INFELIZ NO HOMOSSESXUALISMO? Essa pergunta responderei de maneira diferente levando em consideração dois pontos. 
5.1 - Se os homossexuais são propriedades do Conselho Federal de Psicologia e do movimento gay e se as liberdades constitucionais deles passarem pela aprovação desses movimentos, então é errado eles procurarem um psicólogo para terem um direcionamento contrário ao CFP e ao movimento gay. 
5.2 - Se os direitos e as liberdades individuais dos homossexuais estão protegidos pela Constituição Federal,  então TODOS OS HOMOSSEXUAIS QUE SE SENTIREM TRISTES COM O HOMOSSEXUALISMO ESTÃO LIVRES PARA IREM AO PSICÓLOGO QUE DESEJAREM SEM A INTERFERÊNCIA DO  CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA E DO MOVIMENTO LGBT

   Ao responder esta última pergunta eu deixo claro que, o que está em jogo não é somente a liberdade de expressão dos evangélicos, mas também a liberdade de escolha dos próprios homossexuais. 

É PRECISO DEIXAR CLARO, AQUI, que não há nenhum estudo científico que diga que, uma vez homossexual, SERÁ IMPOSSÍVEL SENTIR TRISTEZA COM A OPÇÃO SEXUAL. A menos que o CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA E O MOVIMENTO LGBT PROVEM, CIENTIFICAMENTE, QUE O HOMOSSEXUALISMO É O SELO DA PERFEIÇÃO HUMANA, OU SEJA, uma vez homossexual e lésbica, todos os problemas psicológicos são anulados. 

Para impedir o fim da liberdade de expressão religiosa, é importante que todos os evangélicos, e todas as igrejas se unam para defendê-la.  É preciso deixar claro que a nossa luta não é contra os gays, mas em favor deles, para que eles encontrem o melhor de Deus. Agora é preciso saber que há uma luta contra os evangélicos e os católicos, contra a liberdade de expressão religiosa, por isso precisamos ficar atentos.  

Concluo afirmando: QUEM NÃO CONSEGUE OUVIR O CONTRADITÓRIO SEM FICAR COM ÓDIO, NÃO SABE O REAL SENTIDO DA PALAVRA DEMOCRACIA. 

VEJA A REPORTAGEM COMPLETA DADA À VEJA, AQUI.

Por prof. João Moreno de Souza Filho.

2 comentários:

Daladier Lima disse...

Prezado Prof. João Moreno, o que o movimento gay quer é ditadura. Opinião única e que todos calem diante dos descalabros deles. Oremos por um Brasil no qual possamos ser ouvidos. A cada dia mais portas se fecham,

Carlos Roberto Silva, Pr. disse...

Caro amigo, prof. João Moreno

A Paz do Senhor.

Excelente seu post. No meu entender, o movimento gay e apenas um álibi, na realidade usam esse argumento para tirarem nossa liberdade de crença e de expressão.

Um grande abraço,

Seu conservo em Cristo,

Pr. Carlos Roberto
Point Rhema