terça-feira, 28 de maio de 2013

PERGUNTAS SOBRE ÉTICA (8)

8) SOBRE A ÉTICA E A BÍBLIA, MARQUE V PARA VERDADEIRO E F PARA FALSO


__V___A Bíblia é a base e o pilar da Ética Cristã.

__F___ Todos que estudam a Bíblia são, consequentemente, absorvidos pelos preceitos éticos das Escrituras.

__V___Nem todos que estudam a Bíblia são absorvidos pelos preceitos éticos das Escrituras.

__V___Para que os preceitos éticos da bíblia sejam enraizados pelo crente, é necessário que este seja regenerado.
                                                                          
                                                                             COMENTÁRIO

Na questão 05 já falei sobre a Bíblia como pilar da Ética em geral e da Ética Cristã. Agora gostaria de falar sobre um tema muito importante nesse contexto: o impacto da Bíblia na ética individual, no recôndito da personalidade do ser. Falarei sobre isso enumerando alguns pontos:

1. Alguns biblicistas e legalistas têm afirmado que o estudo da Bíblia faz com que sua ética seja, automaticamente, enraizada no estudante. Esta afirmação é muito genérica e não observa diversos fatores:

        a. Nem todos que leem a Bíblia recebem sua ética no caráter.

        b. Muitos crentes que participam das EBDs, vão aos cultos, têm uma vida moral totalmente contrária aos padrões éticos da Bíblia. Não é preciso fazer uma pesquisa de campo para descobrir que há crentes pilantras, que não devolvem o troco que recebem a mais no ônibus, que assistem, diariamente, novelas imorais, que escutam músicas mundanas, etc.

        c. O que afirmei acima deixa claro que o estudo da Bíblia, por si só, não faz com que a Ética de Deus tome conta da pessoa que lê a Bíblia. É necessário algo mais.

2. Não adianta estudar a Bíblia se não houver esforço, vontade para seguir sua ética.

3. Não se esforça para seguir a ética bíblica quem não é regenerado. Somente novas criaturas, que têm o fruto do Espírito de Gl. 5.22,23, têm o desejo, a força, a ajuda para seguir a Ética Bíblica. Fora dessa realidade as pessoas praticarão, naturalmente, as obras da carne.

4. Se não houver transformação de caráter, não há espaço para a ética de Deus.

5. Alguém pode questionar-me, neste ponto, usando o verso 9 do salmo 119, que diz: “Como purificará o jovem o seu caminho? Observando-o segundo a tua palavra.” Este texto, de acordo com algumas pessoas, mostram o poder purificador da Palavra de Deus. MAS ESTA VISÃO É EQUIVOCADA, pois revela uma passividade purificadora, e não é isto que o texto diz.

6. Salmo 119. 9 mostra, de maneira muito clara, que o crente deve, também, ser o agente de sua purificação, vejamos:

           a. “Como purificará o jovem o seu caminho?”- É a pessoa que deve purificar o seu caminho. O texto não pergunta: “como a Palavra purificará o crente?”

           b. “observando-o conforme a tua Palavra.” – O texto não diz: “lendo a tua palavra”, mas diz OBSERVANDO-O, observando o caminho dele de acordo com a Palavra de Deus. Esse observar é: fazer com que seus atos, suas ações, sua vida, se amolde à Palavra. É MUITO MAIS DO QUE LEITURA E ESTUDO.

           c. Diante disto fica claro que o jovem só pode purificar seu caminho se ele fizer com que o seu caminho, suas ações estejam de acordo com a Palavra de Deus. Isso exige não somente leitura, mas prática, esforço, atitude, desejo para se amoldar à Palavra de Deus.

          d. A Nova Versão Internacional traduziu bem este texto: “Como pode o jovem manter pura a sua conduta? Vivendo de acordo com a tua palavra.”

           e. A Bíblia Hebraica, traduzida pela editora Sêfer, traduz o salmo 119.9 da seguinte maneira: "Como poderá um jovem manter-se íntegro em seu caminho?” Atendo-se ao cumprimento da Tua Palavra.”

           f. Isso é resultado de internalização do ideal ético e de exteriorização desse ideal, através da prática, E É ISSO QUE PURIFICA.

7. Diante do que disse concluo afirmando que a leitura bíblica, somente, não purifica nem internaliza no ser o ideal ético de Deus. O estudo, somente, só informa ao intelecto. Para que ideal ético da Palavra seja internalizado no espírito, no caráter, é necessário que haja prática, logo, o estudo e a prática purificará o crente. Se não houver o desejo e o esforço por mudança, de nada adianta o estudo, ele será infrutífero, será somente uma ação intelctiva, racional. Porém se o estudante da Bíblia praticar o que estudou, observar seu caminho de acordo com a Palavra, aí sim haverá a purificação e a conformidade com o ideal ético das Sagradas Escrituras. O que passar disso é passividade mística.

João Moreno de Souza Filho.
jmorenofilho@yahoo.com.br.

Até a próxima com as respostas das questões 9 - 20.

segunda-feira, 27 de maio de 2013

PERGUNTAS SOBRE ÉTICA (2)

Seguem, abaixo, respostas às perguntas 4-7 do exercício sobre Ética.



4) MARQUE V PARA VERDADEIRO E F PARA FALSO

__F______A Ética é condicionada pelas Leis e depende da moral individual.

__V______A Ética apresenta princípios norteadores das Leis e dos comportamentos humanos.

__F______A Ética é inferior à moralidade convencional e depende do pensamento particular para ajudar na descoberta do certo e errado.

__V______A Ética independe da moralidade convencional e é, por si só, transcendente e universal.

COMENTÁRIO

1 – Sendo a Ética transcendente e universal, ela não é condicionada pelas Leis, ao contrário, ela apresenta princípios para que o legislador elabore os códigos de leis. Os comportamentos e as ações humanos é que devem seguir os princípios éticos, e não a ética ser norteada por comportamentos humanos pois estes são relativos, dependem de circunstâncias e às vezes são imorais.

2 – A moralidade convencional é aquilo que uma sociedade aceita como sendo moral, assim, há grupos sociais que aceitam a nudez como moral; já outros aceitam o aborto, a maconha, como moral. Dessa forma, a moralidade convencional pode ser imoral do ponto de vista ético. Por esta razão ela não é transcendente pois depende dos pensamentos e das culturas de cada sociedade.

3 - A Ética, por sua vez, é transcendente e universal, está acima da moral e da moralidade convencional, ela é, por excelência, a ciência da moral.

4 - Diante das respostas acima é fácil perceber que somente as alternativas 2 e 4 são verdadeiras. As demais são falsas.


5) FAÇA UM TEXTO MOSTRANDO A IMPORTÂNCIA DA BÍBLIA PARA A ÉTICA – No texto mostre como a bíblia influencia a conduta ética do cristão e da sociedade em geral. Não se esqueça de mostrar os fundamentos éticos dos profetas.

A Bíblia é, sem sombra de dúvida, o fundamento e o pilar da ética. Alguém pode perguntar: Por que você não disse da Ética Cristã? Para não colocar a Ética como algo somente da religião cristã. De fato ela não nasceu, como disciplina, na religião Cristã. Os gregos já falavam sobre ética muito antes do Cristianismo. Platão, por exemplo, colocava no topo da Ética bondade, verdade e justiça, virtudes estas consagradas na Bíblia Sagrada, uma delas pertencente ao fruto do Espírito, em Gl. 5.22,23, que é a bondade.

A religião judaica também já discutia ética desde o seu início. O que é o código mosaico senão uma conjunto de normas éticas e morais? Não posso me esquecer de Provérbios, o livro da Ética e da Sabedoria.

Diante disso, eu falo da ética como sendo universal e absoluta, pois seus ideais não pertencem à uma religião, eles vêm direto da divindade e são transcendente. E é nessa transcendência que entra a Bíblia como livro que não só é o fundamento da Ética, mas é o livro que ajuda a interpretá-la, a aplicá-la, a entendê-la. Ao estudá-la, é possível perceber quão próxima da Bíblia está a Ética, não só como o conjunto de virtudes, mas também como um dos ramos da Filosofia (um problema filosófico), pois a Filosofia estuda, na Ética, aquilo que é ideal para a conduta humana.

A Bíblia como um livro ético revela a causalidade da Ética, Deus, seus objetivos, levar o homem a agir conforme a vontade de deus e a amar o próximo, etc. Como fundamento da Ética, ela não aponta somente para a santificação, mas direciona o homem, também, para a verdade, a justiça, a equidade, virtudes de grande valor para Deus.

Poderia ir além e mostrar o ideal ético do Cristianismo, nas epístolas paulinas,nas quais o apóstolo Paulo deixa claro como o cristão deve se comportar, agir neste mundo. Porém falarei um pouco sobre o ideal ético dos profetas, objetivo da pergunta.

Os profetas do Velho Testamento tinham um alto padrão de moralidade. Eles agiam, profetizavam e pregavam baseados em virtudes éticas como: justiça, bondade, verdade, etc. Combatiam toda a sorte de imoralidade sexual, política, pessoal, religiosa e social: adultérios, corrupção, injustiça, orgulho, etc.

Este alto padrão de moralidade se encontra em textos como Miqueias 6. 8, versículo que resume o centro do ideal ético do Velho Testamento (e talvez de toda a bíblia):

“Ele te declarou, ó homem, o que é bom, e o que é que o Senhor pede de ti, SENÃO QUE PRATIQUES A JUSTIÇA, AMES A MISERICÓRDIA E ANDES HUMILDEMENTE COM O TEU DEUS?”

O texto a cima é Ética em seu estado mais puro, em seu gral mais elevado, é totalmente metafísico,transcendente e absoluto.

Um outro texto que revela o ideal ético dos profetas é Amós 5.24. Nos versículos 11-13, Deus repreende seu povo por injustiças sociais e por pecados. Nos versículos 24 o profeta proclama:

“Corra porém a justiça como as águas e a retidão como ribeiro perene.”

Um outra tradução diz:

Em vez disso, quero que haja tanta justiça como as águas de uma enchente, e que a honestidade seja como um rio que não para de correr.”

Isso é a excelência da ética revelada de forma poética, de uma forma que deixa claro a transcendência do ideal ético divino e dos profetas. Enquanto os homens, em sua grande maioria, pensa em justiça como um o gotejar de uma torneira, o Eterno pensa em justiça como uma grande enchente. Enquanto que a maioria dos mortais pensa em honestidade como os pingos de uma torneira fechada, cuja borracha está desgastada, o Criador pensa em honestidade como um rio que não para de correr.

Este ideal ético só está presente no livro revelado, na Bíblia sagrada. Não é encontrado nos livros de Filosofia, não faz parte dos objetivos do Ateísmo, afinal os ateus não acreditam num Deus tanscendente, por isso seus ideais éticos são ínfimos, territorialista, terrenos.

Alguém pode perguntar: Justiça, verdade, honestidade, fazem parte da Ética? Em resposta afirmo: Sim, são as virtudes éticas das mais excelentes.

Diante de tudo que falei, concluo dizendo que, apesar de a ética existir fora da religião cristã, é no Cristianismo que a glória de sua excelência é revelada, através da Bíblia Sagrada, através de Cristo quando disse:”amai uns aos outros conforme eu vos amei”, através do Espírito Santo com seu fruto em Gálatas 5.22,23, O ÁPICE DA ÉTICA PARA O HOMEM.



6) POR QUE A ÉTICA É UMA NECESSIDADE SOCIAL? Responda justificando e embasando seus argumentos.

O ser humano vive em sociedade onde interage com pessoas que têm diferentes costumes, culturas, crenças e temperamentos. Essas diferenças geram, inevitavelmente, conflitos, discordâncias, problemas na comunicação.

Para que esses problemas não se tornem destrutivos é necessário que os comportamentos sejam norteados, ora pelos princípios éticos, ora pelas Leis. É aqui que podemos perceber a importância da ética para a vida em sociedade: ela apresenta virtudes e princípios norteadores para os comportamentos e as decisões das pessoas.

Dentre os princípios éticos que ajuda no convívio social encontram-se : o respeito às pessoas e aos seus direitos; o respeito e a valorização da propriedade privada –que apesar de estar estabelecido em Lei, já era um princípio em vigor no ideal ético das pessoas, antes mesmo da existência de leis sobre este tema, o valor à vida, ao bem dos outros, etc.

Dentre as virtudes éticas que ajudam no convívio social encontram-se: justiça, equidade, bondade, benignidade, etc.


7) POR QUE A ÉTICA É UMA NECESSIDADE METAFÍSICA? Responda justificando e embasando seus argumentos.

1. A metafísica estuda temas que transcendem a matéria, à física como Deus, a cosmologia, a imortalidade, o mal, a teleologia, etc.

2. Se a ética não tiver uma base transcendente, ou seja, que esteja além dos ideais humanos, ela não poderá ser aceita como absoluta e como algo que ajuda os homens em suas necessidade.

3. Para mostrar que a ética é transcendente à matéria, é importante que o estudante de Teologia estude, também, temas metafísicos, dentre eles estão a verdade, a sabedoria, etc.

4. O estudo sobre a existência de Deus também ajuda no fortalecimento da Ética como sendo absoluta e universal, pois, se há uma ser que criou tudo, que rege o universo com Leis morais, a Ética tem, em si, fundamentos daquilo que é transcendente em Deus. Neste conceito, os eticistas cristãos e não-cristãos podem lançar mão de virtudes éticas consideradas, pelos teístas (pessoas que acreditam na existência de Deus) como verdade, justiça, sabedoria, amor, etc.

5. Em resumo, só acredita em uma ética transcendente, absoluta, quem crê na realidade da metafísica.



Em cristo Jesus,

Prof. e Evangelista João Moreno de Souza Filho.

jmorenofilho@yahoo.com.br

Até a próxima com mais perguntas sobre ética.

sexta-feira, 24 de maio de 2013

PERGUNTAS SOBRE ÉTICA

EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO SOBRE ÉTICA


EXERCÍCIO SOBRE ÉTICA NO INEB, DA ASSEMBLÉIA DE DEUS DE MOGI MIRIM.

Abaixo seguem as respostas às questões sobre ética feitas em classe, no INEB: INSTITUTO DE ENSINO BÍBLICO.

I - Marque V para verdadeiro e F para falso.

____F____A Ética é relativa.

____F_____ Ética é tudo que é bom.

____F____A Ética não é relativa, mas seus princípios são.

___F______A Ética é absoluta e radical.

___V______A Ética, suas virtudes e seus princípios são: absolutos, imutáveis, universais, racionais e imateriais.

COMENTANDO:

1. A ética não é radical, pois o radicalismo anula o ser, desvaloriza os sentimentos quebrados, só valoriza o “olho por olho” e o legalismo.

2. A ética também não é tudo que é bom, pois isso seria individualizar a ética, seus princípios e suas virtudes. O bom depende da experiência, da cultura, dos costumes. O que é bom para mim não é bom para você que lê este artigo.

3. A ética não pode ser absoluta e seus princípios relativos, isso é incoerência, da mesma maneira que mangueira não pode produzir limão.

4. Só a última questão é verdadeira. Relativizar a ética é aceitar todos os pensamentos imorais, ações que contradizem a ética, com por exemplo, o aborto, etc.

II -  SOBRE A ÉTICA E A FAMÍLIA Marque X na resposta correta, sendo que, no esquema, quem está acima está em primeiro lugar na escala de valor, e quem está embaixo, está em último lugar na escala de valor. É modelo bíblico de família.

1) Deus. Igreja. Trabalho. Família
2) Deus. Trabalho.Família.Igreja.
3) Deus. Família.Trabalho.Igreja.
4) Trabalho.Família.Igreja. Deus.
5) Deus. Família. Igreja. Trabalho.

COMENTANDO:


1. O modelo é contrário a bíblia, pois coloca a família em último lugar. Este é o modelo espiritualista-místico-institucional, pois coloca a divindade e a religiosidade acima de tudo. A religiosidade não pode estar acima da família.

2. O modelo 2 também está errado pois coloca o trabalho acima da família. Este é o modelo místico-capitalista pois liga as coisas do espírito ao trabalho, e deixa em num plano abaixo a família.

3. O quarto modelo também está equivocado pois coloca o trabalho acima de tudo. É o modelo materialista-capitalista.

4. O quinto modelo é o modelo do PREGUIÇOSO, pois valoriza tudo nele, menos o trabalho. São pessoas que preferem “viver para Deus”, “pela fé”, mas trabalhar, jamais.

5. O modelo ideal e bíblico é o terceiro, pois coloca tudo nos seus lugares. Primeiro Deus, depois a família, depois o trabalho, e por fim a igreja. Quem coloca o trabalho acima da família, perde a família. Quem coloca a igreja acima do trabalho, perde o trabalho e não poderá contribuir, ofertar, ajudar o próximo, etc.

6. O TRABALHO - O trabalho é muito importante para o estudo da Ética. Por isso a preguiça, que não é uma virtude ética, é condenada em Provérbios, o livro da sabedoria e da ética.

a. No Brasil, a maioria dos evangélicos só pensam na seguinte ordem: Deus, igreja e família, ou Deus, família e igreja. NÃO PENSAM NO TRABALHO. Até parece que ele é algo errado, pernicioso. Mas o que seria da nossa família se nós não trabalhássemos? Por acaso os dízimos e as ofertas não são fruto do trabalho, consagrando assim o ato de trabalhar? Será que Deus não trabalha? “meu pai trabalha até agora, e eu trabalho também.” (João 5.17.

b. O trabalho é tão importante para Deus que ele não escolhe para a sua obra, preguiçoso, pessoas desocupadas, é só olhar o exemplo de Gideão, José, Davi. Eles trabalhavam.

c. Paulo disse, “...se alguém não quer trabalhar, não coma também.” 2 Tessalonicenses 3.10.

d. Por causa do valor que Deus dá ao trabalho, eu coloquei no modelo ideal bíblico, no tema ÉTICA, FAMÍLIA E TRABALHO, a seguinte ordem: Deus, família, trabalho e igreja.

e. Quando falo à igreja, não me refiro á espiritualidade, pois ela está contida em Deus que está em primeiro lugar. Me refiro às instituições religiosas, o que muitos confundem como o Ápice da obra de Deus. Na verdade, a obra de Deus transcende ao templo, começa na família, deve permear toda a sociedade. No templo SE DÁ A CELEBRAÇÃO DA OBRA DE DEUS E DA COMUNHÃO COM DEUS E COM OS IRMÃOS.

III -  Marque X no conceito sobre ética mais coerente com os temas estudados em classe.

( ) Ética é o conjunto de todos os comportamentos dos homens e está de acordo com a cultura pessoal, familiar...

( ) Ética é a maneira do bem viver de acordo com aquilo que é ideal para as pessoas.

( X ) Ética é a análise do comportamento das pessoas, o estudo de como os seres humanos devem viver e o conjunto das virtudes universais e transcendentes como verdade, sabedoria, justiça, etc.

COMENTANDO

1. O parêntese 01 está errada, pois nos comportamentos humanos há imoralidade, pecados, etc. Está muito genérica a resposta. Também a ética não pode estar de acordo com a cultura pessoal e familiar, pois isso seria a destruição de todos os princípios da ética, seria a absolutização do relativismo ético, uma vez que há culturas pessoais e familiares que distorcem a ética totalmente.

2. O parêntese 2 também está errado pois muitas pessoas têm o erro, a corrupção, o pecado, a mentira, como comportamentos ideais. Isso também seria reducionismo, pois tiraria a ética do campo da transcendência e a colocaria no nível do conceito individual, logo, cada um teria a sua ética e teria que aceitar, obrigatoriamente, a ética do outro, ainda que fosse algo que discordasse.

3. O terceiro parêntese é o mais coerente com o que estudamos em sala de aula. Como problema da Filosofia e da Teologia, a Ética analisa os comportamentos, emite juízo de valor, etc. Como ideal transcendente que norteia os pensamentos, os comportamentos, a ética é universal, transcendente, e é o conjuntos de todas virtudes louváveis. Num outro momento falarei sobre a universalidade da Ética com mais detalhe, levando em consideração Romanos 2 e 3.

Até uma próxima oportunidade com respostas às outras questões levantadas em sala de aula.



Em Cristo.


Prof. e Evangelista João Moreno de Souza Filho.

jmorenofilho@yahoo.com.br


quinta-feira, 16 de maio de 2013

AD DE MOGI MIRIM PREPARA CURSO DE COMUNICAÇÃO E LINGUAGEM PARA OS OBREIROS E TODA A IGREJA

        A Assembléia de Deus, Belém, de Mogi Mirim, liderada pelo pastor Valdeny Carneiro, prepara um gran
de curso de Comunicação e Linguagem.
         No curso os alunos aprenderão técnicas de resumo, de leitura; aprenderão sobre o novo acordo ortográfico; estudarão sobre os princípios da comunicação e suas aplicações à comunicação cristã, etc.
          O curso será ministrado pelo professor, jornalista e evangelista João Moreno de Souza Filho, escritor do IBAD e professor naquela instituição por 12 anos.
           Serão três encontros, o primeiro será no dia 08 de junho, sábado, a partir das 14:00hs. O segundo será no 13 de julho, e o terceiro no 10 de agosto.
            De acordo com o pastor Valdeny, o curso ajudará os obreiros a se comunicarem melhor e ampliará o repertório linguístico dos membros da igreja.
            O curso é aberto à todas as denominações e interessados. Já há grupos sendo formados em outras cidades, como Mogi Guaçu. De acordo com a irmã Raquel Carneiro, diretora do INEB, a previsão é que haja de 200 a 300 alunos inscritos no curso.

quarta-feira, 15 de maio de 2013

A ÉTICA E A CULPA DO ESTADO PELO MAU COMPORTAMENTO DOS ALUNOS


          Hoje fui à uma escola pública estadual dar meu nome para professor eventual. Ao questionar a secretária sobre as disciplinas fiquei surpreso, para não dizer escandalizado, ao saber que na grade curricular não há a disciplina ÉTICA. A única resposta que a secretaria pode me dar sobre isso foi: “isso vem lá de cima”, ou seja, vem do centro do poder, da Secretaria de Educação, do Governo do Estado.
            Esta realidade curricular me levou a rever o tema da reunião dos professores, nesta mesma escola, com os pais dos alunos, há um mês: o mau comportamento dos alunos em sala de aula. Os professores pediram a cooperação dos pais para ajudar os alunos a se comportarem melhor.
Neste contexto educacional, como professor há mais de 20 anos, e como psicopedagogo, posso aceitar que há diversos fatores causais do mau comportamento dos alunos em sala de aula: O CONTEXTO FAMILIAR, dentre eles a falta de limites para os filhos, a ausência dos pais na educação, etc; FATORES INTERNOS, dentre eles irritação, depressão, etc; FATORES ECONÔMICOS que levam adolescentes à baixa-auto estima; FATORES INSTITUCIONAIS que têm a ver com a infra estrutura escolar, a preparação dos professores, a maneira como os professores tratam os alunos, etc. 
Porém há um fator causal da indisciplina dos alunos em sala de aula, que é O CURRÍCULO. No meu tempo de escola havia as disciplinas de Moral e Cívica, OSPB. Nós alunos discutíamos, em sala de aula (e em casa) as bases do bom comportamento social. Hoje, o Estado não só colocou essas disciplinas no baú da história  mas também expAté parece que ele, o Estado, tem todo o poder para influenciar os alunos a serem bons educandos só com a estrutura institucional estatal.
ulsou disciplina como a ÉTICA.
Quem decidiu que a ética não deve fazer parte da grade curricular se esqueceu que é ela que ajuda as pessoas a analisar os comportamentos e a agir de acordo com aquilo que é certo, que é coerente com as virtudes da moral. Esses teóricos de gabinete se esqueceram, também, que a ÉTICA é o “conjunto de todas as virtudes, como: Sabedoria, amor, justiça, prudência, humildade, obediência, respeito, bondade, verdade, compaixão, submissão, integridade, fidelidade, lealdade, etc.  POR ACASO HÁ ALGO DE MAL NESSAS VIRTUDES QUE NÃO POSSAM SER ESTUDADAS EM SALA DE AULA? HÁ ALGO DE REPROVÁVEL NA ÉTICA QUE A IMPEÇA DE FAZER PARTE DA GRADE CURRICULAR?
A resposta a essas perguntas é um grande NÃO!! Então por que o estado expulsou a ética da escola? A resposta é simples: por razões ideológicas, políticas, filosóficas. Os educadores que mandam na educação são secularistas, materialistas. Eles não reconhecem o homem como ser material e espiritual, que precisa conhecer o lado da moral, da ética e são preconceituosos com tudo que se liga á religião e às qualidades espirituais. Com a ausência da Ética o Estado não tem peso moral para exigir que os alunos sejam educados, respeitosos, pois como exigir essas qualidades dos educandos se a ética não entra no currículo?
É bom deixar claro que o concreto, as disciplinas exatas, o conhecimento do idioma, etc, não transformarão os alunos, mas a ÉTICA os guiará pelo caminho do bom comportamento.

Que os governantes revejam seus conceitos e traga a Ética para a grade curricular pois o Estado não conseguirá influenciar os alunos, no campo da ética, com a estrutura institucional, com as disciplinas racionais e racionalizantes. É necessário um componente transcendente que apela à alma, ao espírito,  ao centro da moral. Me refiro à Ética.

 Os pais agradecerão.

João Moreno de Souza Filho.
Jornalista, Teólogo e Psicopedagogo.
(19) 8324-6484                                                                              


QUERO COMPRAR O LIVRO DECIFRANDO OS CÓDIGOS DO MAL

Código para o site