quarta-feira, 29 de junho de 2016

ENQUETE 03 – A BÍBLIA FECHADA NÃO É UM LIVRO COMUM, E PRONTO

ENQUETE 03 – A BÍBLIA FECHADA NÃO É UM LIVRO COMUM
            No meu face apresentei a seguinte enquete:
ENQUETE 03 - Prezados irmãos e amigos, graça e paz. Muitos pregadores afirmam que : "A BÍBLIA FECHADA É UM LIVRO COMUM, PORÉM ABERTA ELA É A BOCA DE DEUS." Esta afirmação está correta? É 100% bíblica? Tem textos bíblicos que confirmem esta afirmação? O que vocês pensam sobre isso? Seguem as opções para vocês comentarem:
1) SIM, ESTÁ 100% CORRETA.
2) NÃO ESTÁ CORRETA. É UMA HERESIA. 
3) NÃO É HERESIA, MAS É UM PENSAMENTO EQUIVOCADO. 
4) A PRIMEIRA PARTE DA AFIRMAÇÃO ESTÁ ERRADA. A SEGUNDA ESTÁ CORRETA.
O que vcs acham disso?

            Alguns responderam que sim, a Bíblia fechada é um livro comum, mas ela aberta, no momento da pregação, é Deus falando com o povo. Porém, a maioria discordou dessa opinião e afirmou que a Bíblia, fechada ou aberta, é a boca de Deus.
            Para que essa resposta seja esclarecedora, é importante que nós conheçamos a origem das afirmações que fazemos no meio evangélico. De onde surgiu o ensino de que a Bíblia fechada é um livro comum, mas aberta é a boca de Deus? Vamos à história.

            INSPIRAÇÃO VERBAL E PLENÁRIA -  Por essa teoria, a Bíblia é totalmente inspirada por Deus, palavra por palavra, e nela não há incoerência. Por incoerência, entenda-se: PENSAMENTOS QUE SE CONTRADIZEM. NINGUÉM, NENHUM ATEU, NENHUM CRÍTICO DA BÍBLIA PROVOU UMA INCOERÊNCIA NA BÍBLIA SAGRADA.

            Os textos usados pelos adeptos dessa teoria são:
            2 Tm. 3.16,17 – “Toda a Escritura é divinamente inspirada ...”
2 Pd. 1.20,21 – “...nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação. .. mas os homens santos da parte de Deus falaram movidos pelo Espírito Santo.”
Hb. 1.1,2 – “Havendo Deus outrora falado muitas vezes e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho.”
            A aceitação da inspiração plena da Bíblia foi quase que total, até os séculos XVII e XVIII.

            O ILUMINISMO, O RACIONALISMO, O HUMANISMO -  Nos séculos XVII e XVIII despontaram, na Europa, o iluminismo, o racionalismo, o humanismo. As pessoas ficaram mais críticas, mais racionais. (pelo menos nos círculos acadêmicos). A racionalidade atingiu, em cheio, a Teologia, e como consequência surgiu a chamada TEOLOGIA LIBERAL – que mexeu com as bases da TEOLOGIA CONSERVADORA ORTODOXA.  
            Foram os teólogos liberais que afirmaram que a Bíblia não era totalmente Palavra de Deus, que ela era um livro cultural e tinha o mesmo valor que qualquer livro nas bibliotecas.

            A REAÇÃO AO LIBERALISMO TEOLÓGICO -  Como podemos observar, de um lado estavam os teólogos conservadores, que defendiam a inspiração plena da Bíblia Sagrada, e do outro lado os teólogos liberais, que não aceitavam a Bíblia como um livro inspirado. Como resolver esse impasse? Foi aí que entrou em ação os teólogos neo-ortodoxos, ou neo-conservadores.

            A TEOLOGIA NEO-CONSERVADORAOs teólogos neo-conservadores  não aceitavam, totalmente, os pensamentos dos conservadores, pois havia muito radicalismo. Eles também não aceitavam, totalmente,  os pensamentos liberais. Eles tinham  um misto de conservadorismo e liberalismo.
            Sobre a inspiração da Bíblia, os teólogos neo-conservadores tentaram unir os pensamentos conservadores com as ideias liberais. Foi aí que surgiu a teoria cuja ideia principal é: “A BÍBLIA TORNA-SE PALAVRA DE DEUS À MEDIDA QUE ELA É LIDA E PRATICADA PELO CRENTE. DESSA MANERIA, O QUE ESTÁ ESCRITO NA BÍBLIA TORNA-SE REAL NA VIDA DO CRENTE LEITOR.”

            Foi baseando-se nessa ideologia neo-ortodoxa que surgiu o pensamento: A BÍBLIA FECHADA É UM LIVRO COMUM, MAS ABERTA É A BOCA DE DEUS. Como podemos ver, não foi nas alas conservadoras que surgiu esse pensamento. De acordo com essa ideia, se a Bíblia estiver fechada, ela é como qualquer outro livro, porém, se tiver aberta, a coisa muda de figura, pois ela começará a operar na vida das pessoas. É esse pensamento verdadeiro? Sobre isto vejamos o que a professora de Exegese da Esteadeb de Recife, PE, Azenate Basílio, escreveu:

            “No meu entendimento, a afirmação não está 100% correta, ou seja, a primeira parte (A BÍBLIA FECHADA É UM LIVRO COMUM) não condiz com a realidade e não contempla a trajetória deste livro, que é singular, em toda a história da humanidade. São 66 livros, escritos em épocas distintas umas das outras, por diversos autores de variados níveis educacionais, em posições políticas, religiosas e sociais diferentes uns dos outros, mas que coadunam em uma unidade doutrinal e de princípios jamais encontrada em outra escritura secular ou religiosa. Compará-lo a um livro comum, mesmo estando encerrado em suas páginas, é negligenciar ou diminuir a sua importância como obra inspirada pelo próprio Deus! É uma tentativa tosca e errônea de dessacralizar o Sagrado! E a Bíblia, como Livro Sagrado, merece local de destaque e respeito em nossas casas, em nossas igrejas e, principalmente, em nossas vidas! Quanto à segunda afirmação, de fato, ela está correta quando diz que a Bíblia ABERTA (sendo lida) É A BOCA DE DEUS (falando sobre Si mesmo e sobre o Seu relacionamento com os homens e o universo por Ele criado). Em suma, a Bíblia é a vontade revelada do Deus Criador que foi transmitida à humanidade, para lhes servir de bússola e instrução nos caminhos da vida. Então, Este não pode ser um livro qualquer, pois "vale a soma total de todos os demais livros que já foram publicados" (Patrick Henry), conquanto, "A Bíblia é a declaração mais verdadeira da alma do homem jamais escrita. Por meio dela, como que através de uma janela aberta por Deus, todos podem penetrar a quietude da eternidade e discernir, em vislumbres, seu lar muito distante,..." (Thomas Carlyle). Encerro com as palavras de mais um renomado escritor cristão, Henry H. Halley, sobre a Bíblia. Para ele, Este Livro "permanecerá sendo a única e exclusiva resposta às indagações da humanidade na busca por Deus". Eu creio nesta verdade!"
           
            A professora Azenate está corretíssima. A Bíblia fechada ou aberta é Palavra de Deus. Aqui poderíamos falar sobre as provas externas e internas da inspiração das escrituras, porém me aterei a falar sobre O CARÁTER PROFÉTICO DA BÍBLIA SAGRADA.

            O CARÁTER PROFÉTICO DA BÍBLIA SAGRADA -  Por caráter profético, me refiro às centenas de profecias que há  em todas as páginas da Bíblia Sagrada. SE ELA FOSSE UM LIVRO COMUM, SUAS PROFECIAS NÃO TERIAM SIDO CUMPRIDAS, POIS, SOMENTE QUEM TEM O CONTROLE DA HISTÓRIA PODE FALAR SOBRE ACONTECIMENTOS, MILHARES DE ANOS ANTES, E PODE FAZER COM QUE A PROFECIA SE CUMPRA NOS MÍNIMOS DETALHES.
            Chamo aqui a atenção para a seguinte realidade: nenhum livro sagrado de outra religião tem profecias. Desafio qualquer um a apresentar livros sagrados com a mesma quantidade de profecias que tem na Bíblia Sagrada, e com o cumprimento dessas profecias. Por que será que os livros de outras religiões não têm profecias? Eles são livros naturais, não têm o caráter supremo, do Deus Altíssimo. Somente um ser Onisciente poderia, sem medo de errar, rechear seu livro de profecias. Se a Bíblia não tivesse esse caráter sobrenatural, haverias provas do não cumprimento de suas profecias, e só isso bastaria para desacreditá-la e provar que ela é um livro comum. Porém, o que acontece é que há provas incontestáveis do cumprimento de muitas profecias bíblicas, como veremos, a seguir.
            A Bíblia é considerada um livro profético, (2 Pd.1.19-21;  Ap.22.10,18,19). A razão para isso é que ela repousa na autoridade divina e descansa a sua alegação de veracidade e autoridade sobre a profecia cumprida, (Dt. 18.21,22; Lc. 24.27).  Ela também é considerada um livro profético por causa da natureza de suas doutrinas: combatem o erro, defende a verdade, luta contra o pecado, repreende pessoas sem se importar com o gênero nem com a classe social. Ela também manifesta e declara as revelações divinas para o homem.

            PROFECIAS BÍBLICAS QUE SE CUMPRIRAM

            PROFECIA SOBRE E CONTRA TIRO – (EZEQUIEL 26.1-14). Essa profecia que foi proclamada em aproximadamente 595 a.C, falava sobre a destruição futura de Tiro. Tiro ficava situada em uma ilha, e era muito fortificada. Jamais tinha sido capturada. Porém a profecia se cumpriu, por etapas. Nabucodonoor cercou a cidade por 13 anos (585-572 d.C). Impelidos pela fome a cidade se rendeu e Nabucodonozor  a deixou em ruínas. Os versículos 4,5 e 12 que falavam da destruição total da cidade não se cumpriu  240 depois, na época do Império grego, liderado por Alexandre, o Grande. O exército de Alexandre fez, literalmente,  o que está escrito no verso 12:  Roubaram as riquezas e mercadorias e ainda derrubaram as muralhas e casas luxuosas. O que sobrou de pedras e entulhos, eles jogaram no mar. O resultado foi um aterro entre a ilha e o continente, que existe até hoje. Os versículos 13 e 14 se cumprem até hoje, pois a cidade nunca mais foi reconstruída.

            70 ANOS DE CATIVEIRO BABILÔNICOJeremias predisse que Judá seria levada (a tribo) para Babilônia, e serviria àquela nação por 70 ano, (Jr.25.11). Em 06, Nabucodonozor levou cativo, a primeira leva dos cativeiros, (Daniel 01). Em 539, Ciro, aliado a Dario, tomou a Babilônia, e Daniel percebeu que faltavam 03 anos para a profecia de Jeremias se cumprir, (Daniel 9.1-3). Ele, então, começou a orar pelo cumprimento da profecia.  Nesse mesmo ano, que era o primeiro ano de Ciro, o rei maior, Deus tocou no coração dele para que ele libertasse os judeus, (Ed.1.1-4). A preparação para a volta dos cativos, o tempo da viagem, durou aproximadamente 03 anos, assim, em 536 d.C, 70 após a primeira invasão de Nabucodonozor, os judeus estavam totalmente livres e grande parte deles em sua terra natal. A profecia de Jeremias se cumpriu, integralmente.

            PROFECIA SOBRE CIRO, CONTRA A BABILÔNIA – (Isaias 44.27 a  45.2) De acordo com os estudiosos, essa profecia foi dita entre 710-712 a.C. Ela predizia o surgimento de Ciro, rei da Pérsia, o conquistador da Babilônia.  173 anos depois ela se cumpriu, literalmente. Ciro capturou Babilônia, e desviou as águas do rio que circundava Babilônia, cumprindo-se, assim, Is. 44.27. Is. 13.19-22 fala sobre a destruição da Babilônia.

            PROFECIAS MESSIÂNICAS E SEUS CUMPRIMENTOS   - As profecias sobre Jesus, no Velho Testamento, são específicas e detalhadas. Elas dizem que o messias nasceria de uma virgem, (Is. 7.14); Ele seria da linhagem de Jessé, pai de Davi, (Is. 11.1), etc. Vejamos algumas profecias sobre Jesus e o cumprimento delas:


            PROFECIA
OBS. DATA DA PROFECIA
CUMPRIMENTO
Humilde – Zc. 9.9.
520 anos antes do cumprimento.
Jo. 12.12,13.
Vendido por 30 moedas – Zc. 11.12,13.
520 anos antes do cumprimento.
Mt. 26.15.
Desfigurado, maltratado – Is. 52.14.
745 anos antes do cumprimento.
 Mt.26.67,68.
Ferido – Is. 53.5,10.
745 anos antes do cumprimento.
Mt.27.27-30.
Transpassado na morte – Zc. 12.10; Is. 53.8,9.
520 anos antes do cumprimento.
Jo.19.37; Mt.27.57-60.
Suas vestes repartidas na crucificação – Sl. 22.18.
1000 anos antes de se cumprir.
Mc. 15.24.
Os malfeitores – Is. 53.12.
745  anos antes do cumprimento.
Mt.27.38.
O silêncio de Cristo – Is.53.7.
745  anos antes do cumprimento.
Mt.26.62,63.
A traição de Judas – Sl. 41.9.
1000 anos antes do cumprimento.
Mc. 14.10.
A rejeição do seu povo – Sl. 118.22,23.
1000 anos antes do cumprimento.
Mt.21.42.

MAIS PROFECIAS E SEUS CUMPRIMENTOS

PROFECIA
DATA
CUMPRIMENTO
DATA DO CUMPRIMENTO
Mq 5.2.
710 a.C.
Lc. 2.04.
5.a.C.
Is.44.28.
712.a.C.
Ed. 1.1,2.
536 a.C.
Is.61.1-3.
698. a.C.
Lc. 4.17-21.
30 d.C.
Nm. 24.17.
1452 a.C.
Mt.2.
4.a.C.
Is. 9.2.
740 a.C.
Mt.4.12-16.
30 d.C.

CONCLUSÃO –  As profecias bíblicas e o cumprimento delas provam o caráter sobrenatural da Bíblia Sagrada. As profecias bíblicas  não são alvo dos estudos dos críticos das sagradas escrituras. Por medo? Por falta de interesse? Bem, eles têm suas razões. Uma coisa é certa, esse estudo mostraria à maioria dos críticos da Bíblia que ela é um livro transcendente, sobrenatural, verdadeiro, eterno e eficiente na vida das pessoas. Aleluias!

          DIANTE DO QUE FOI DITO, AFIRMO:

A BÍBLIA, FECHADA OU ABERTA, É A PALAVRA DE

 DEUS. ELA NÃO É DIMINUÍDA SE ESTIVER

FECHADA, NEM É VALORIZADA SE ESTIVER ABERTA.


OBS: A teoria da enquete é incoerente, hoje, principalmente diante dos aparelhos eletrônicos. Há Bíblias em Tablets,  celulares, etc. Se esses aparelhos estiverem desligados a Bíblia perdeu sua eficiência? Ela só será eficiente se os aparelhos estiverem ligados? Pense nisso. 


NÃO DEIXE DE LER AS ENQUETES ABAIXO. É SÓ CLICKAR NOS LINKS. 


ENQUETE 01 - OS DOGMAS DA IGREJA X A TEOLOGIA BÍBLICA



João Moreno de Souza Filho.
Prof. Escritor, Evangelista. 
jmorenofilho@yahoo.com.br
zap (19) 9 8324-6484


3 comentários:

Norma Lima de Santana Basilio Moura disse...

Dei uma olhada nesta postagem e gostei bastante. Levou-me a ler outras: 'A regência do verbo amar' é ótima. Aquelas que falam da matemática me chamaram a atenção. Enfim, um blog de qualidade. Parabéns!

O FAROL disse...

Obrigado, irmã Norma. Deus te abençoe.

ANA LUCIA VARELA disse...

DEUS EM SUA INFINITA GRAÇA CONTINUE TE ABENÇOANDO E TE ENRIQUECENDO DE SABEDORIA COM A SANTA DIVINA E PERFEITA (PALAVRA DE DEUS A BIBLIA SAGRADA) ME ORGULHO DE VOÇE DE SER UM HOMEM DE DEUS QUE É A MAIOR RIQUEZA NESTA VIDA BJS. AMO VOÇE E MINHAS NETAS SUA MÃE ANA