sexta-feira, 25 de novembro de 2011

A DANÇA DAS CADEIRAS EM PINDAMONHANGABA E A FRAGILIDADE DOS PARTIDOS

O princípio da FIDELIDADE PARTIDÁRIA já foi consagrado pelo SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL. Isso é muito importante pois impede a tal BARGANHA PARTIDÁRIA através da qual muitos políticos iam (num passado recente), de um partido para o outro, como macacos vão de galho em galho.


Porém, ao que parece, EM PINDA A FIDELIDADE PARTIDÁRIA NÃO PRENDEU ALGUNS VEREADORES QUE SE DIVORCIARAM DE SEUS PARTIDOS. Ricardo Piorino, Presidente da Câmara de Vereadores, deixou o PPS e foi para o PDT. Alexandre Faria se divorciou do PSB e JÁ “CASOU” COM O PT. O Dr. Marco Aurélio abandonou o DEM e “oficializou o casamento” com o PR, e o Dr. Isael Domingues abandonou as asas do PSDB para andar nos trilhos do PV. Bom, pelo menos é mais seguro andar nos trilhos do que se aventurar num vôo sem destino certo.

Independente dos argumentos (e todos eles criaram argumentos) que eles apresentaram abandonarem “as juras de amor” feitas pelos partidos antigos, há perguntas que falam mais alto do que as festas feitas em seus novos partidos. As perguntas são:

1. Onde ficou o princípio da fidelidade partidária?

2. Os partidos que viram seus eleitos (E ELES FORAM ELEITOS PELOS PARTIDOS) vão pedir os mandatos de volta na Justiça Eleitoral?

3. Se sim, teremos uma briga boa. Se não, ELES –OS PARTIDOS - SAIRÃO DESMORALIZADOS.

4. Por que eles deixaram seus partidos: Conveniência Política? Perseguição? Aventura política?

Bem, independente das respostas acredito que todos os ilustres vereadores aqui citados são homens inteligentes e têm uma boa assessoria jurídica. Porém eu gostaria de aproveitar esta dança das cadeiras no legislativo de Pinda para chamar a atenção PARA AS FALHAS DO SISTEMA POLÍTICO BRASILEIRO.

O sistema político brasileiro é fraco por várias razões: Ineficiência partidária, burocracia, leis políticas arcaicas, corrupção, despreparo da maioria dos políticos, fragilidade dos tribunais eleitorais regionais, A PARTIDARIZAÇÃO DA POLÍTICA.

Alguém pode perguntar: Mas como faremos política sem partidos políticos? Bem, NÃO DEVERIAMOS DEPENDER, DE MANEIRA TÃO FORTE, DOS PARTIDOS POLÍTICOS. Eles deveriam ser, em essência, a ponte para a eleição dos políticos. Porém, uma vez eleitos, OS POLÍTICOS DEVERIAM SER A VERDADEIRA EXPRESSÃO DA VONTADE POPULAR, o que não ocorre, pois, no Brasil de hoje, se um político votar contra a direção de seu partido ele pode sofrer sanções, e dependendo de sua ação, ELE PODERÁ ATÉ NÃO TER LEGENDA PARA O PRÓXIMO MANDATO. O que é um erro, pois, discordando um pouco do Supremo Tribunal Federal, O MANDATO NÃO É SOMENTE DO PARTIDO, É TAMBÉM DO POVO QUE DEU SEU VOTO E DO POLÍTICO QUE LUTOU PARA CONQUISTAR E SER O MAIS ELEITO EM SEU PARTIDO, logo, a responsabilidade deveria ser compartilhada.

O que eu defendo, e já há proposta no Senado Federal neste sentido, é que a legislação deveria abrir margem para termos candidatos independentes, seriam os políticos apartidários, logo, eles não ficariam presos a burocracia e aos interesses partidários. Bom, mas este tema dá pano para as mangas, milhares de mangas.

Voltando para o legislativo de Pinda. Há quem diga que a Câmara ficou mais colorida, porque, hoje, há mais partidos representado: PR, PV e PT. Mas isso tem muita importância se seus novos vereadores não nasceram em seus ninhos? O que eu quero dizer com isso? Responderem perguntando:

• O Vereador Alexandre Faria CONCORDA COM TODAS AS IDEOLOGIAS POLÍTICAS DO PT?

• O Dr. Isael Domingues concorda com todos os pensamentos do PV, INCLUSIVE O PENSAMENTO QUE DEFENDE A LIBERALIZAÇÃO DAS DROGAS?

• As mesmas perguntas vão para o Dr. Marco Aurélio e para o Vereador Ricardo Piorino em seus novos partidos.

Como pode-se perceber, o assunto é extenso e não tem fim, porém, como tenho limites, termino expressando minha admiração por todos os vereadores aqui citados, não só porque já tive contato com todos eles, mas porque eles têm serviços prestados à população de Pinda. O que eu quero é que este texto sirva de reflexão, da parte da população e dos partidos em Pinda, para aperfeiçoarmos nossa democracia. Num outro texto falarei sobre a presença dos vereadores na Câmara de Pinda.

Um abraço a todos.

Prof. João Moreno.

Ministro do Evangelho, Professor, Jornalista, Psicopedagogo.

terça-feira, 22 de novembro de 2011

CARACTERÍSTICAS DOS DOMICÍLIOS DE PINDAMONHANGABA-SP - CENSO DO IBGE 2010

CARACTERÍSTICAS DOS DOMICILIOS DE PINDAMONHANGBA-SP


41.144 casas.
1.259 apartamentos.
Famílias que moram em casa própria – 31.376.
Residências alugadas – 7.531.
Domicílios que têm poço ou nascente na propriedade – 1.293.
Domicílios cujo lixo é queimado na propriedade – 455.
Domicílios cujo lixo é enterrado na propriedade – 72.
Domicílios sem medidor de energia elétrica – 544.
Domicílios que não teem energia elétrica – 120.
Domicílios CUJO RENDIMENTO VAI ATÉ ½ (meio) SALÁRIO MÍNIMO – 543.
Domicílios cujo rendimento familiar vai de ½ até 1 salário mínimo – 3.638.
Domicílios cujo rendimento familiar vai de 1 a 2 salário mínimo – 8.673.
Domicílios com rendimento familiar de 2 a 5 salários mínimos – 17.541.
Domicílios com renda mensal familiar de 5 – 10 salários mínimo – 8.246.
Domicílios com renda mensal de 10 a 20 salários mínimos – 2.546.
Domicílios com renda familiar acima de 20 salários mínimos – 810.

PINDA TEM MAIS IDOSOS DO QUE CRIANÇAS

O censo do IBGE 2010 mostrou que Pindamonhangaba tem mais idoso do que crianças.
CRIANÇA DE 0-9 ANOS – 20.956.
IDOSOS ACIMA DE 60 ANOS – 23.985.

Isso deve direcionar o poder público nas aplicações das ações públicas, as entidades sociais nas escolhas de suas ações, as igrejas no direcionamento de sua mensagem e na escolha de seus métodos evangelizadores, e o comércio nos produtos a serem comercializados.

É, A POPULAÇÃO ESTÁ MUDANDO.
Prof. João Moreno.

CARACTERÍSTICAS DA POPULAÇÃO DE PINDAMONHANGABA-SP - CENSO IBGE 2010

POPULAÇÃO TOTAL 146.995

POR SEXO - COR OU RAÇA -NÚMERO DE PESSOAS

GERAL - BRANCA - 95.057
GERAL -  Preta - 6.946
GERAL - Amarela - 1.254
GERAL - Parda - 43.595
GERAL - Indígena - 143

HOMENS - COR OU RAÇA - POPULAÇÃO

 
HOMENS -  Branca - 45.829
HOMENS - Preta - 3.682
HOMENS - Amarela - 634
HOMENS -  Parda - 22.063
HOMENS - Indígena - 80

MULHERES - COR OU RAÇA - POPULAÇÃO


MULHERES - Branca - 49.228
MULHERES - Preta - 3.264
MULHERES - Amarela - 620
MULHERES - Parda - 21.532
MULHERES - Indígena - 63

POR FAIXA-ETÁRIA - COR OU RAÇA - NÚMERO DE PESSOAS


0-4 ANOS - Branca - 7.254
5-9 anos - Branca - 7.127
10-14 anos - Branca - 8.005
15-19 - anos Branca - 7.637
15-17 - anos Branca - 4.609
18 ou 19 anos - Branca - 3.028
20-24 anos  - Branca  - 7.971
25-29 anos - Branca - 8.468
30-34 anos - Branca - 8.051
35-39 anos - Branca - 7.059
40-44 anos - Branca - 6.433
45-49 anos - Branca - 6.334
50-54 anos - Branca - 5.690
55-59 anos - Branca-  4.843
60-64 anos - Branca - 3.525
65-69 anos - Branca - 2.385
70-74 anos - Branca - 1.770
75-79 anos - Branca - 1.181
80-89 anos - Branca - 1.148
90-99 anos - Branca - 170
100 anos ou mais - Branca - 6

0-4 anos - Preta - 206
5-9 anos - Preta - 303
10-14 anos - Preta - 456
15-19anos - Preta - 548
15-17 anos - Preta - 317
18 ou 19 anos - Preta - 231
20-24 anos - Preta - 630
25-29 anos - Preta - 732
30-34 anos - Preta - 654
35-39 anos  - Preta - 593
40-44 anos - Preta - 547
45-49 anos - Preta - 517
50-54 anos -  Preta - 534
55-59 anos - Preta - 424
60-64 anos - Preta  - 306
65-69 anos - Preta - 180
70-74 anos - Preta - 147
75-79 anos - Preta - 80
80-89 anos - Preta - 81
90-99 anos - Preta - 8
100 anos ou mais - Preta - 0

0-4 anos - Amarela - 47
5-9 anos - Amarela - 59
10-14 anos - Amarela - 94
15-19anos - Amarela - 78
15-17 anos - Amarela - 54
18 ou 19 anos - Amarela - 24
20-24 anos - Amarela - 82
25-29 anos - Amarela - 113
30-34 anos - Amarela - 95
35-39 anos - Amarela - 77
40-44 anos - Amarela - 96
45-49 anos - Amarela - 85
50-54 anos - Amarela - 74
55-59 anos - Amarela - 84
60-64 anos - Amarela - 86
65-69 anos - Amarela - 62
70-74 anos - Amarela - 45
75-79 anos - Amarela - 36
80-89 anos - Amarela - 37
90-99 anos - Amarela - 4
100 anos ou mais - Parda - 0

0-4 anos - Parda - 2.465
5-9 anos - Parda - 3.488
10-14 anos - Parda - 4.365
15-19anos - Parda - 4.247
15-17 anos - Parda - 2594
18 ou 19 anos - Parda - 1.653
20-24 anos - Parda - 4.079
25-29 anos - Parda - 4.210
30-34 anos - Parda - 3.703
35-39 anos - Parda - 3.190
40-44 anos - Parda - 2.936
45-49 anos - Parda - 2.692
50-54 anos - Parda - 2.498
55-59 anos - Parda -  2.012
60-64 anos - Parda - 1.427
65-69 anos - Parda - 891
70-74 anos -  Parda - 629
75-79 anos - Parda - 390
80-89 anos - Parda - 324
90-99 anos - Parda - 44
100 anos ou mais - Parda - 5

0-4 anos - Indígena - 4
5-9 anos - Indígena - 3
10-14 anos - Indígena - 11
15-19anos - Indígena - 10
15-17 anos - Indígena - 7
18 ou 19 anos - Indígena - 3
20-24 anos - Indígena - 14
25-29 anos -  Indígena - 9
30-34 anos-  Indígena - 6
35-39 anos - Indígena - 17
40-44 anos - Indígena - 9
45-49 anos - Indígena 19
50-54 anos - Indígena - 10
55-59 anos - Indígena - 7
60-64 anos - Indígena - 10
65-69 anos - Indígena - 6
70-74 anos - Indígena - 3
75-79 anos - Indígena - 0
80-89 anos - Indígena - 5
90-99 anos Indígena 0
100 anos ou mais Indígena 0

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

SUPER NANI EM TAUBATÉ

    No dia 08 de Novembro, em Taubaté, na Associação, a Cris Poli, Super Nani, falou para aproximadamente 500 pais e professores.
     Na palestra ela falou sobre os deveres dos pais como educadores. De acordo com a Cris Poli, educar não é transmitir conhecimentos intelectuais, somente, MAS PRINCIPALMENTE, TRANSMITIR, AOS FILHOS, PRINCÍPIOS DE VIDA, DE ÉTICA, DE VIDA.
      Para ela, os avós, a escola, não são os responsáveis pela educação dos filhos, ELES SÃO COLABORADORES, COM OS PAIS, DA EDUCAÇÃO. OS PAIS É QUE SÃO RESPONSÁVEIS DIRETO PELA EDUCAÇÃO DE SEUS FILHOS.


Eu e a Rosa em momento de autógrafo com a Super Nani.


QUERO COMPRAR O LIVRO DECIFRANDO OS CÓDIGOS DO MAL

Código para o site