sexta-feira, 25 de novembro de 2011

A DANÇA DAS CADEIRAS EM PINDAMONHANGABA E A FRAGILIDADE DOS PARTIDOS

O princípio da FIDELIDADE PARTIDÁRIA já foi consagrado pelo SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL. Isso é muito importante pois impede a tal BARGANHA PARTIDÁRIA através da qual muitos políticos iam (num passado recente), de um partido para o outro, como macacos vão de galho em galho.


Porém, ao que parece, EM PINDA A FIDELIDADE PARTIDÁRIA NÃO PRENDEU ALGUNS VEREADORES QUE SE DIVORCIARAM DE SEUS PARTIDOS. Ricardo Piorino, Presidente da Câmara de Vereadores, deixou o PPS e foi para o PDT. Alexandre Faria se divorciou do PSB e JÁ “CASOU” COM O PT. O Dr. Marco Aurélio abandonou o DEM e “oficializou o casamento” com o PR, e o Dr. Isael Domingues abandonou as asas do PSDB para andar nos trilhos do PV. Bom, pelo menos é mais seguro andar nos trilhos do que se aventurar num vôo sem destino certo.

Independente dos argumentos (e todos eles criaram argumentos) que eles apresentaram abandonarem “as juras de amor” feitas pelos partidos antigos, há perguntas que falam mais alto do que as festas feitas em seus novos partidos. As perguntas são:

1. Onde ficou o princípio da fidelidade partidária?

2. Os partidos que viram seus eleitos (E ELES FORAM ELEITOS PELOS PARTIDOS) vão pedir os mandatos de volta na Justiça Eleitoral?

3. Se sim, teremos uma briga boa. Se não, ELES –OS PARTIDOS - SAIRÃO DESMORALIZADOS.

4. Por que eles deixaram seus partidos: Conveniência Política? Perseguição? Aventura política?

Bem, independente das respostas acredito que todos os ilustres vereadores aqui citados são homens inteligentes e têm uma boa assessoria jurídica. Porém eu gostaria de aproveitar esta dança das cadeiras no legislativo de Pinda para chamar a atenção PARA AS FALHAS DO SISTEMA POLÍTICO BRASILEIRO.

O sistema político brasileiro é fraco por várias razões: Ineficiência partidária, burocracia, leis políticas arcaicas, corrupção, despreparo da maioria dos políticos, fragilidade dos tribunais eleitorais regionais, A PARTIDARIZAÇÃO DA POLÍTICA.

Alguém pode perguntar: Mas como faremos política sem partidos políticos? Bem, NÃO DEVERIAMOS DEPENDER, DE MANEIRA TÃO FORTE, DOS PARTIDOS POLÍTICOS. Eles deveriam ser, em essência, a ponte para a eleição dos políticos. Porém, uma vez eleitos, OS POLÍTICOS DEVERIAM SER A VERDADEIRA EXPRESSÃO DA VONTADE POPULAR, o que não ocorre, pois, no Brasil de hoje, se um político votar contra a direção de seu partido ele pode sofrer sanções, e dependendo de sua ação, ELE PODERÁ ATÉ NÃO TER LEGENDA PARA O PRÓXIMO MANDATO. O que é um erro, pois, discordando um pouco do Supremo Tribunal Federal, O MANDATO NÃO É SOMENTE DO PARTIDO, É TAMBÉM DO POVO QUE DEU SEU VOTO E DO POLÍTICO QUE LUTOU PARA CONQUISTAR E SER O MAIS ELEITO EM SEU PARTIDO, logo, a responsabilidade deveria ser compartilhada.

O que eu defendo, e já há proposta no Senado Federal neste sentido, é que a legislação deveria abrir margem para termos candidatos independentes, seriam os políticos apartidários, logo, eles não ficariam presos a burocracia e aos interesses partidários. Bom, mas este tema dá pano para as mangas, milhares de mangas.

Voltando para o legislativo de Pinda. Há quem diga que a Câmara ficou mais colorida, porque, hoje, há mais partidos representado: PR, PV e PT. Mas isso tem muita importância se seus novos vereadores não nasceram em seus ninhos? O que eu quero dizer com isso? Responderem perguntando:

• O Vereador Alexandre Faria CONCORDA COM TODAS AS IDEOLOGIAS POLÍTICAS DO PT?

• O Dr. Isael Domingues concorda com todos os pensamentos do PV, INCLUSIVE O PENSAMENTO QUE DEFENDE A LIBERALIZAÇÃO DAS DROGAS?

• As mesmas perguntas vão para o Dr. Marco Aurélio e para o Vereador Ricardo Piorino em seus novos partidos.

Como pode-se perceber, o assunto é extenso e não tem fim, porém, como tenho limites, termino expressando minha admiração por todos os vereadores aqui citados, não só porque já tive contato com todos eles, mas porque eles têm serviços prestados à população de Pinda. O que eu quero é que este texto sirva de reflexão, da parte da população e dos partidos em Pinda, para aperfeiçoarmos nossa democracia. Num outro texto falarei sobre a presença dos vereadores na Câmara de Pinda.

Um abraço a todos.

Prof. João Moreno.

Ministro do Evangelho, Professor, Jornalista, Psicopedagogo.

Nenhum comentário:

QUERO COMPRAR O LIVRO DECIFRANDO OS CÓDIGOS DO MAL

Código para o site