sexta-feira, 29 de junho de 2012

EVANGÉLICOS CRESCEM E PODEM PASSAR DE 50% DA POPULAÇÃO BRASILEIRA EM 10 ANOS


As igrejas evangélicas, com seus cultos com uma
liturgia dinâmica, atraem milhões de brasileiros. 

De acordo com o censo do IBGE de 2010, os evangélicos eram, naquele ano, 22,2% da população, perfazendo um total de 42,3 milhões de fiéis.

Esse crescimento tem mudado a cara do Brasil em diversas áreas: política, social, religiosa, cultural, etc. 

Do ponto de vista político, a participação evangélica cresceu muito, é só olhar a última eleição: uma candidata evangélica levou a eleição presidencial para o segundo turno e a bancada evangélica no Congresso Nacional é a maior da história. 

Se os evangélicos ampliarem sua ação no Brasil e crescerem 10% ao ano, ou seja, menos de 1% ao mês, em 2020 a maioria da população brasileira será evangélica.
O gráfico acima, extraído do portal UOL,  editoria cotidiano, de 29 de 06 de
2012, mostra que os evangélicos passaram de 15,4% em 200
para 22,2% da população, em 2010.

É só analisar o gráfico abaixo e ver que isso é  possível, basta as igrejas evangélicas porem em prática o plano de crescimento que eu coloco no meu livro de Evangelismo, Planos Estratégias e Práticas, publicado pelo IBAD. 

Nas próximas postagens eu falarei as razões do decrescimo católico e do crescimento evangélico e as consequências que isso tem para a economia e a cultura brasileira. Será uma análise do ponto de vista da Sociologia da Religião, matéria que lecionei no IBAD (Instituto Bíblico das Assembléias de Deus), em Pinda, no bairro do Santana, por mais de 07 anos. 

Acima, uma projeção do crescimentos dos evangélicos,
se eles crescerem a uma taxa de 10% ao ano. Para isso
seria necessária uma ampliação da ação
evangelizadora, o que é fácil para as
igrejas fazerem. 



Prof. João Moreno de Souza Filho.



Nenhum comentário:

QUERO COMPRAR O LIVRO DECIFRANDO OS CÓDIGOS DO MAL

Código para o site