quarta-feira, 11 de abril de 2012

ABSURDO - JUSTIÇA BRASILEIRA PREMIA A INJUSTIÇA

   Em Pernambuco, o ex-juiz Adeildo Lemos de Sá Cruz, foi aposentado, compulsoriamente, por ter cometido assédio moral contra seus subordinados.

   A PENA? PARAR DE TRABALHAR E PASSAR A RECEBER, SEM SERVIR À SOCIEDADE BRASILEIRA, R$ 15.000,00 POR MÊS.

   Se o trabalhador é demitido, por justa causa, perde todos os direitos.

   Se um juiz, NO BRASIL, é demitido POR JUSTA CAUSA, POR CRIMES, É PREMIADO COM A APOSENTADORIA E UM GORDO SALÁRIO.

   Alguém pode argumentar: Mas é a Lei. A justiça cumpriu a Lei.

   PERGUNTO: A justiça, os juízes demonstram indignação contra esta MALDITA LEI? CONTRA ESTA IMORALIDADE? Se eles se calam, é porque eles concordam.

  O silêncio diante de grave erro;  a diferença de tratamento que a Lei brasileira dá a pobres, a ricos, a juízes, além de imoralidae, constituem pecado, pois contradiz o ideal de Deus sobre  justiça, igualdade, equidade. 

    O BRASIL JAMAIS SERÁ ABENÇOADO, NA PLENITUDE QUE DEUS QUER ABEÇOAR, SE CONTINUAR APOIANDO ESSAS DESIGUALDADES LEGAIS E JUDICIÁRIAS.
   ENQUANTO A JUSTIÇA PREMIAR A INJUSTIÇA, SE CALAR DIANTE DAS ABERRAÇÕES LEGAIS, O BRASIL NUNCA SERÁ UM PAÍS JUSTO.


  Prof. João Moreno de Souza Filho.

Nenhum comentário:

QUERO COMPRAR O LIVRO DECIFRANDO OS CÓDIGOS DO MAL

Código para o site