sexta-feira, 14 de junho de 2013

MÃE TENTA COMER FILHO EM RESTAURANTE E É IMPEDIDA PELO PROF. JOÃO MORENO


                Certa mãe serviu, inocentemente,  seu filho de 03 anos,  em um restaurante, na região de Campinas, SP. O prof. João Moreno entrou em ação, com uma gramática, e salvou a criança.
                O caso aconteceu após ela ter recebido, das mãos do garçom, um sanduiche. Ela falou, para seu filho, o seguinte:
               "Este sanduíche está delicioso. Você está servido?"
                Você já falou isso para uma namorada (ou amiga), em um restaurante, após experimentar um delicioso sanduíche? Que coisa feia, vergonhosa, servir sua namorada, seu filho para os outros assim no restaurante?
                Quem oferece assim uma namorada, um filho,   para os outros é desumano, maldoso demais!
um amigo,
                Você, leitor, não entendeu coisa alguma, não é mesmo? QUAL FOI O CRIME QUE AQUELA MÃE COMETEU? Vamos à explicação:.............
                Ela cometeu um crime contra a língua portuguesa.
                O verbo servir é verbo transitivo direto e indireto.
                Quem serve, serve algo a alguém.
                A gramática padrão diz que apenas verbo transitivo direto admite a voz passiva - aquela que tem o sujeito sofrendo a ação verbal. Portanto, se usarmos o verbo servir, apenas a parte transitiva direta poderá ser passada para a voz passiva:
                Ele serviu um sanduíche - Um sanduíche foi servido por ele.
                A parte transitiva indireta não admite a voz passiva.

    Ela serviu ao amigo ou Ele serviu  à namorada. 

                No caso da mãe: ELA SERVIU UM SANDUICHE AO FILHO. 

                Não poderemos dizer o filho oi servido pela mãe, nem ainda, o filho está servido por ela. 

                A frase inteira, para ser coerente com a norma gramatical, será:  A MÃE SERVIU UM SANDUICHE AO FILHO.
                A voz passiva correspondente será: UM SANDUICHE FOI SERVIDO PELA MÃE AO FILHO.
                Meu Deus, quanta complicação. Como a mãe pode servir um sanduíche ao filho  sem ser tão formal? A resposta é simples: reestruturando a frase. Neste caso, ela ficaria assim:

                Este sanduíche está delicioso. Você, filho,  quer experimentá-lo?

                Não tem outra maneira. 

                Perguntar se o filho está servido é o mesmo que perguntar se o almoço está servido, se o jantar está servido.
                FILHO NÃO É COMIDA!
                Agora pode ir ao restaurante, PORÉM SEM A VONTADE DE OFERECER SEUS FILHOS COMO COMIDA. OS FILHOS AGRADECERÃO À LINGUA PORTUGUESA.

                UM FORTE ABRAÇO.

DICAS COMO ESSA SERÃO PASSADAS NO CURSO DE COMUNICAÇÃO E LINGUAGEM, NO DIA 20 DE JULHO, ÀS 14:00h. 
Veja reportagem clicando no http://ofarolblog.blogspot.com.br/2013/06/ad-belem-de-mogi-mirim-realizara-o.html

                Prof. João Moreno.
                jmorenofilho@yahoo.com.br
                (19)8324-6484

Nenhum comentário:

QUERO COMPRAR O LIVRO DECIFRANDO OS CÓDIGOS DO MAL

Código para o site